21 de novembro de 2007

Mal danado.

05/11


Existe um nó.
Um nó bem atado , dentro de mim , no meu centro.
Ele não dissolve , ele só se fortalece.
Ele faz mal , me faz desesperadamente mal.
Quero arrancá-lo tentando desfazê-lo com lágrimas expelidas.
Mas aí me engano é assim que ele aos poucos se torna enrijecido como uma pedra.
Meu corpo responde fazendo exatamente o contrário.
Ele pesa , pesa , pesa!!
Droga não quero mais carregá-lo !
Esquece !
Esquece o peso , esquece tudo e continue vivendo sem se preocupar com a presença dele , finge.


4 comentários:

  1. forte esse post. muito forte mesmo.

    Acho q todos temos nossos nós. Eu tenho os meus. Estou com todas as forças tentando desata-lo. Mas n sei se consigo.

    Mas só me resta tentar.

    beijos linda!

    ResponderExcluir
  2. sim...todos temos...o meu é um nó cego!
    rs
    temos que aprender a viver com eles...ou finge,como vc disse...
    =*

    ResponderExcluir
  3. eu disse: forte esse teu texto. dá até um medo!
    ela disse: não vou cortar os pulsos.

    feliz é quem reconhece na tristeza força para seguir em frente.

    ResponderExcluir

dá pitaco