Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2009

20º

Um longo abraço de tempo que não vejo e um até logo de boa viagem
E comigo permanece o perfume fingindo presença
Pois prefiro a minha certeza, confio somente nela
Acredito no que sinto, por perceber o bem pela essência
Minhas intuições herdadas das veias maternais, não as ignoro mais
Nunca mais
Prefiro manjericão à salsa
Magritte à Dali múltiplas vezes
A escrotice de Duchamp
As tulipaspra não dizer que não falei das flores
O Preto sobre o Branco Malevich-iano
Prefiro o que eu prefiro
Zapata à Morales
Graças a deus
Pancho Vila à Clinton ( convenção talvez)
Tenho ainda à mim, além de todos
Sin perder la ternura jamais
Tenho pra mim os meus estorvos
Estão comigo quem me escolhe
Teem à mim quando sofrem
Estão pra mim quando sofro
Sei quem são
Minhas escolhas são a lá ready made eu elevo ou relevo tudo aquilo que foi mijado
Com causa fundada ou infundada
O tudo ou nada
Se na merda não arrasto comigo nenhum alheio sorriso convalescente
Deixo seguir, não sou empedidora de passos
Não mendigo querer
Prefiro a escrotice d…
A dor no outro pedaço teu que tem vida,pois se vida não tivesse a dor não existiria,é vezes mais doída.Me dói mais, pois nasceu comigo.Não são todos à entender o que digo,a dor sentida pelo teu eu que divide da mesma combinação genética e do mesmo sangue,é mais sofrida.A do teu irmão. Só um psicopata não dividiria da mesma opinião( talvez).Psicopata, pois, são assim julgados aqueles incapazes de sentirem emoções, eles nada sentem exceto prazer e satisfação próprios, é claro, sem esquecer do orgulho das próprias ações, se acham geniais.


A indecisão é uma das minhas marcas depois da mémoria fraca pra algumas coisas.Sou esquecida demais.Não sei se isso é genético pois minha mãe é terrível,perdi as contas de quantos guardas-chuva e óculos ela já perdeu esquecendo por aí, em caixa de bancos, balcões de lojas enfim uma coisa sem controle.Eu sigo o mesmo caminho, é claro, já perdi mil e uma carteiras de estudante,carteiras de passe, estojos com todas as minhas lapiseiras da faculdade toda a minha vida dentro( considero minha vida as minhas canetas nanquins e minhas grafites pentel, 0.3,0.5,0.7 e a minha preferida 0.9) fico deprimida demais, pois ao contrário de muitos por aí tenho muito o que fazer, mas sempre tem uma alma bondosa que reconhece minhas coisinhas e me devolve à vida again( ah que ambiguidade).Bem quanto à indecisão, a palavra'' escolha'' me mete medo, soa tão imperativo! nasce uma confusão na minha cabeça, fico nervosa,questiono, questiono e deixo qualquer pessoa que esteja do meu lado louca…

Sobre Skylines e Torres

Assim como as catedrais góticas tinham a ânsia de chegar aos céus com seus arcobotantes e contrafortes para mostrarem toda a imponência e poder do clero no final da Idade média ínicio do Renascimento numa tentativa de chocar,recuperar fiéis,mostrar ''quem ainda mandava'' os Skylines e Torres dos dias de hoje teem, ao meu ver,quase o mesmo objetivo.As megaempresas procuram ''arranhar céus'' como nunca se arranhou, pra que a sua estrutura física fique diretamente proporcional à sua importância, ao seu sucesso,à sua riqueza.Não é mais incomum ,nem por aqui pela América do sul,o aparecimento dessas megaconstruções,que segundo Jean Nouvel( arquiteto power, responsável pela Torre Agbar e outras) e mais centenas de arquitetos especialistas nesse tipo de edíficio, são projetos nervosamente procurados por empresários que teem em mente esse desejo em comum:terem suas filiais ou sedes cada vez mais verticais.
Apartir daí nasce a disputa velada entre arquitetos e se…
Ele caminhava indiferente à movimentação trepidante das coisas, à fulguração quente dos carros e à pressa do dia quando parou frente à porta e assim, num passo incerto ou dois, talvez mais e tão incertos quanto, ele adentrou e foi engolido, nesse repentino de dois ou mais passos, por um redemoinho: existiam infindáveis e indefiníveis pessoas que se acumulavam e se amontoavam numa quase desordem, forjando cuidado e até mesmo interesse, dispostas umas ao lado das outras, ansiosamente animadas, entremeadas por outras tantas pessoas que se acumulavam e se amontoavam num quase compasso, mas que, por certo tumulto, trombavam estantes, infindáveis e indefiníveis estantes que se acumulavam e se amontoavam numa quase seqüência, forjando simetria e até mesmo lógica, dispostas umas ao lado das outras, embriagadamente equilibradas, entremeadas por outras tantas estantes que se acumulavam e se amontoavam num quase caminho, mas que, por certo descuido, confundiam pessoas e também ele de passos ince…
A prova de que o mundo gira está posta quando flagramos o juiz fazendo exatamente o que seus julgados inimigos fazem.Fica a deixa, tem pó se perdendo nas farinhas de mesmo saco.que ironia.acaba-se com o fiapo de reputação que sobra.equivoca-se.sabota-se conjugando o verbo mangar o mesmo verbo que se disse vítima uma dia.isso é irônico como o destino é.salivas na testa.cuspes gravitacionais,cuspe levita.
Vomite-se, transforme-se em você.Viver é amplo agora.Enquanto ali se está, isso não se enxerga.
permitir-se esse é o verbo da vez.

....................

Viva
lacommune! Fodam-se vocês
falsos s-u-p-e-r-humanos! AnistiaNÃO! anistia SIM! indulto, indulte, me pergunte Não. quero pernambuco!aqui já, JÁ é de graça lá mas tem que pagar haha! em-tolover Viva la commune! aaaaaaaaaaaaaah mataram Trotski.. mataram mataram matar. crise 29 TV = prosperidade fodam-se ospseudos-bondade.



19º

Enquanto eu beliscava o plástico bolha, espocando nas pontas dos dedos e ouvindo o estalar que fazia,eu me orgulhava de tudo.Sentia calor,derretia,sentia frio,ria por dentro,desviava o olhar dizendo comigo: eu já sei! já li o que é pra ser lido no ar,eu sou ótima em ler sinais.Ainda bem que eu tenho o tempo,todos nós temos.Durmo noite acordo tarde, depois da culminação solar, levanto depois do ritual de abrirosolhosdeitarnabordadacamafecharosolhosatécriarcoragem então vivo de vez.E ele me manda uma música me fazendo prometer não chorar.
+ é o que isso?
- é um blues transbordando feeling por todas as notas...
- não chore viu?

e eu não chorei.

Suspiro tedioso

tédio. de paixão só a de cristo.


Dos fios

(...)e eu acordava com os braços fazendo sombra nos olhos na tentativa frustrada de negar a manhã pois não queria sol tampouco dia.Trancava os olhos, lutando contra o meu corpo todo, era sempre assim, eu odiava aquela luz difusa vinda do horizonte,aqueles momentos intróitos.Forçava sono como se aquela tortura me fizesse retroceder horas,voltar no tempo.E eu ficava lá esmagando as retinas com as pálpebras por algum tempo até não lembrar até quando isso tudo ia e então dormia(...)

Soluços*

Essas eu roubei Quarta-feira
Eu roubo flores.

18º

eu não sei dizer o que sinto quando sinto raiva.sentir raiva como eu.sempre me falta o fôlego e esse vermelho bate tanto que incomoda, minha vontade e de mudar ele pro lado direito,bateu a vida toda no esquerdo, viciou a carne.quero mudar o lado dele.quando no buraco caio ao fechar os olhos, fito o escuro e ele bate incomodando tudo, pertubando e azucrinando minha cabeça, azucrina,azucrina!quando sinto raiva de sentir como eu sinto raiva meu respiro tem som de vapor de panela e elas dizem que eu sou desequilibrada,louca é essa menina! essa menina é louca! elas dizem porque não sabem como eu me sinto, ao sentir como eu sinto raiva.quero dar socos,grito porras e caralhos em ecos,eu parto pra cima em espiríto.quando mãos de terceiros movem coisas do canto que é meu e que por aqui é de todos(penso que esse quadrado tinha de ser meu mas não é!).princípios familiares socialistas.respeito.ela arma aquilo pra se balançar e ouvir os sons das músicas que ela tem, ela se enche de paz e sai! Ah m…
Concreto armado eu te amo

...

Sorte de hoje: O trabalho ensinará você como se faz.

Essa foi sábia.Como diz a mãe França '' a prática é o critério da verdade''.ouça bem verdade!

16º

A palavra é :. Limpeza.

limpeza
lim.pe.za
sf (limpo+eza) 1 Ação ou efeito de limpar. 2 Qualidade de limpo, ou de asseado; asseio. 3 Coisa limpa e asseada. 4 Depuração.

15º

Um tédio maior do que aquele retratado nos olhos da senhora que acompanha o bebedor de absinto na tela do Degas.Aliás esse é um dos quadros mais desconceituado do Edgar já que não tem a leveza que ele usa nas pinceladas das suas recorrentes bailarinas, é um dos meus preferidos.Eu adoro impressionismo e repito.

14º

Gostando de ser calma,viciada em calmantes pois não vivo em nuvens,meu caro,eu vivo batalhas dos céus infinitas com mundo, dia após dia porque é assim que danço a música é assim que tem que ser.Me enfrento com perna, pés, mãos,munquecas, espírito e cérebro.Não tomo banho de mândria pelas manhãs muito menos me visto de bondade.Prefiro folhas secas no chão,por respeito ao tempo que lhe envelheceu porque nem tudo que apresenta viço possui mérito,eu tenho horror à folhas verdes,que sede é essa de sentir o chão?Prefiro pétalas de rosa em sépia perdidas por entre folhas de caderno do que bouquet fresco.Dou um chega ao surreal.Minha paleta de vida pede tons terrosos.Preciso de reza, preciso de quem preza pelo bem do lado que é meu, me benzo à cada momento, três, quatro vezes.Gosto do velho,prefiro o betume.Eu sujo cores.Até ontem colecionava horrores, cansei dessa paixão titânica por baús.