8 de fevereiro de 2009

Nós estamos em 2008 ainda? Não, somos ano passado.

Um comentário:

dá pitaco