21 de junho de 2009

Zé ramalho é bom.

Ouvi demais essa música quando criança, gosto muito.Acordei com ela na cabeça, fiz concurso com ela na cabeça,ainda estou com ela na cabeça e estou ouvindo nessa exato momento,rs.
(A propósito a prova foi muito boa, as questões específicas fez gente se lascar bonito, eu espero que os cadistas sejam sensíveis às artes e saibam a definição de um croqui,de verdade ó)

Saca:.

croqui

cro.qui

sm
(fr croquis) Esboço de desenho ou pintura; bosquejo, debuxo, esboço, escorço.


Ouve agora:.

Vila do Sossego

Oh, eu não sei se eram os antigos que diziam
Em seus papiros Papillon já me dizia
Que nas torturas toda carne se trai
Que normalmente, comumente, fatalmente, felizmente,
Displicentemente o nervo se contrai, oh, com precisão

Nos aviões que vomitavam pára-quedas
Nas casamatas, casas vivas, caso morras
E nos delírios meus grilos temer
O casamento, o rompimento, o sacramento, o documento
Como um passatempo quero mais te ver, oh, com aflição

Meu treponema não é pálido nem viscoso
E os meus gametas se agrupam no meu som
E as querubinas meninas rever
Um compromisso submisso, rebuliço no cortiço
Chame o padre "Ciço" para me benzer, oh, com devoção

Um comentário:

  1. Eu nao gosto qd música gruda na cabeça. Na minha sempre acontece com as piores, tipo de comerciais.

    ResponderExcluir

dá pitaco