9 de março de 2012

No corredor lateral, além do musgo, meus restos. A escrotice alheia é a chave que fecha. Cartelas e cartelas de analgésicos se perdem, a dor do outro me serve de protesto, se encaixa na brecha, completa a frase da minha desculpa [esfarrapada]. Quando o outro me justifica, constato incompetência.[minha].


Nenhum comentário:

Postar um comentário

dá pitaco